Death, Sex, Religion and the Erotic Women

Death & the Maiden

Sex and death reflect the oppositions of immanence and transcendence, the earthy and the spiritual, the here-and-now and the ever-after. This post explores a genre of art produced during this time period that melds these themes. It examines ‘Death and the Maiden’ artworks by Germanic proto-and early-Reformist artists who highlighted the folly, futility and transience of earthly vanities, through the use of erotic death imagery that juxtaposed an eroticized woman, who stood as a symbol of life and fecundity, with a male/masculine representation of death.

Welch Cover

Ver o post original 2.693 mais palavras

~ por Rosemaat Abiff em 21/09/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
Bruxo de Lua

"Ambularet per pænumbra."

Bnei Baruch Monterrey

Auténtica Sabiduría de la Kabbalah

symbolreader

Sharing My Love of Symbols

Sinagoga Ohel Jacob e Comunidade Hehaver

Site oficial sinagoga Ohel Jacob. Judaísmo Liberal em Lisboa. Única sinagoga askenazi em Portugal, 1934. Visitas guiadas, shabat e celebração de festividades.

Cabala sem Fronteiras

by Vinícius Oliveira

Selo 144

A VERDADE UNILATERAL

%d blogueiros gostam disto: