Vamos falar do Bate boca da prefeita com uma moradora do Barro Duro.

70825552_2368494666737151_6285321588405436416_n

Me senti pressionado a escrever sobre esse evento no blog, o Pelotas Occulta trata sobre misticismo e ocultismo, mas me senti pressionado pela minha consciência para falar sobre esse evento tão emblematicamente infeliz.

Eu morei no Laranjal,eu convivi com pessoas do Barro Duro e da z-3, eu fiz a 5ª série com adultos de 18 ou 19 anos, gente naquela época não havia EJA(ensino de jovens adultos), sempre estudei em escola publica, nunca tinha visto crianças fumando antes, nem recreio no meio da rua…

O Laranjal em si pertencia a uma família antiga e católica, que doou as terras para criar o Balneário, era uma fazenda antes de gado de corte as margens da lagoa dos patos, era longe da cidade e beem antigamente nem ponte tinha para ter acesso, o bairro cresceu onde antes havia um pomar de laranjas dai o nome

o laranjal tem 3 grandes centros populacionais, o maior deles é o Laranjal, possui uma densidade populacional financeiramente contrastante, se por um lado Vila Mariana,Colina Verde e hoje os demais condomínios fechados juntam a elite da sociedade, por outro Valverde,Nesga,Santo Antônio permeiam-se por pessoas carentes que através de posse e   Uso Capião, obtiveram propriedades para viver, podendo então gastar seu dinheiro na construção ao invés de gastar com a compra do terreno, depois claro a prefeitura regularizou todos…

O Laranjal é um grande núcleo petista, considerado um bairro calmo e saudável pela natureza ao redor, é antro de docentes das faculdades, muitas famílias pelotenses se mudam para o laranjal durante o verão, muitas casas no laranjal são apenas casas de veraneio, e com o tempo se tornaram casas fixas, isto é, mesmo coma  distancia de tudo e o gasto com gasolina as pessoas passaram a morar lá, lembrando que antigamente não tinha super-mercado, não tem hospital, nem consultórios médicos etc etc

por ser a beira da lagoa o Laranjal foi construído sobre o banhado, o lençol freático é bem próximo da superfície do solo, no inverno, na época das chuvas, tudo fica alagado e úmido, o que não seria problema afinal eram casas apenas para veraneio, mas terrível para um bairro de moradia, as ruas ficam rapidamente esburacadas.

Como a favelização do Pestano(apartamentos populares que acabaram sendo consumidos pelo tráfico e pela criminalidade) a cidade ficou sem ter para onde crescer e então tem crescido para os lados do Laranjal, o Laranjal possuía uma segunda ponte de saida(hoje derrubada) na Sanga Funda nos fundos da cidade, da para futuramente, a cidade ter um segundo acesso a BR 116 pelo Laranjal.

O Laranjal, as Drogas, a criminalidade, a cultura da violência e o isolamento.

O bairro foi durante muitos anos, e de certa forma ainda é, isolado. Esse isolamento é acompanhado por outro problema, a ausência da Brigada Militar, “Quando os gatos não estão os ratos tomam conta”, e cada um comete seu pequeno delito e sua contravenção, seja fazendo uma ligação pirata da CEEE ou da TV a cabo(muito comum antigamente), seja deixando menores de idade dirigir moto ou carro(muito comum no Laranjal) seja consumindo Maconha em via pública, seja furtando a casa de verão do vizinho, ou furtando a casa de um vizinho que saiu para trabalhar na cidade.

Após a NASF muitas empresas de segurança se estabeleceram, o Laranjal possui a sua com habitantes locais, isso pode ter modificado alguma coisa, ressalto, não mora mais lá, nem quero morar.

Soma se isso ao desejo de submeter os vizinhos descontentes para que esses não CAGUETEM para a policia o que acontece no bairro.

cria-se então uma lei paralela onde a força vence a razão, a lei e o estado, como dizem na vila “O corpo sustenta o que tu fala” a ameaça física e verbal existe, comum na cultura do pescador, e assim acontece o choque cultural entre a cidade e a comunidade.

é o famoso escreveu não leu o pau comeu…

Quando o vereador no vídeo fala “eu sou autoridade” e a cidadã replica “Autoridade pra mim é Deus” é a prova mais cabal do que escrevo para vocês aqui, eles só entendem a força,eles não respeitam as regras, por causa do isolamento, a prefeita rateou em ir sem seguranças ao Barro Duro, podia ter acontecido coisa pior…

Eu preciso apresentar a vocês uma coisa chamada ANOMIA

Segundo a Wiki;

A anomia é um estado de falta de objetivos e regras e de perda de identidade, provocado pelas intensas transformações ocorrentes no mundo social moderno. A partir do surgimento do capitalismo e da tomada da razão como forma de explicar o mundo, há um brusco rompimento com valores tradicionais, fortemente ligados à concepção religiosa. A modernidade, com seus intensos processos de mudança, não fornece novos valores que preencham os anteriores demolidos, ocasionando uma espécie de vazio de significado no cotidiano de muitos indivíduos. Há um sentimento de se “estar à deriva,” participando inconscientemente dos processos coletivos/sociais: perda quase total da atuação consciente e da identidade.

[…]

Segundo Merton, anomia significa uma incapacidade de atingir os fins culturais. Para ele, ocorre quando o insucesso em atingir metas culturais, devido à insuficiência dos meios institucionalizados, gera conduta desviante. O seu pensamento popularizou-se em 1949 graças ao seu livro: Estrutura Social e Anomia.

A teoria da anomia de Merton explica por que os membros das classes menos favorecidas cometem a maioria das infrações penais, e crimes de motivação política (terrorismos, saques, ocupações) que decorrem de uma conduta rebelde, bem como comportamentos de evasão como o alcoolismo e a toxicodependência.

VOLTANDO A QUESTÃO DO LARANJAL

Adendo: há muitos anos atrás a esposa de um ex-prefeito foi atacada durante período eleitoral, pelo fato de passar álcool nas mãos depois de entrar em contato com as pessoas do populacho, hoje é completamente normal e comum utilizar-se de álcool gel para esterilizar as mãos, sabemos que pelas mãos se pega gripe, porque as pessoas espirram nas mãos! porém naquela época sendo a senhora em questão alemã, deu a oposição a entender que ela era racista, e o caso se desenvolveu a partir de uma senhora negra relatando o caso para o partido do PT, fica aqui a questão, dadas as mesmas etnias usadas no conflito a senhora negra e pobre contra a mulher da elite branca e loira, não seria apenas uma armadilha da esquerda?(ou da direita) Não seria mais do mesmo? não seria a mesma boa e velha luta de classes? Vivemos hoje num Brasil fascista-inquisidor-controlador, onde tudo que não é Bolsonaro é esquerda! O partido da prefeita foi jogado na esquerda de qualquer jeito, o espectro político é amplo, mas assim o populacho não entende… porque não é instruído, e em uma memória muito curta.

O ex-prefeito Anselmo Rodrigues enquanto era prefeito também trabalhava como médico no Barro Duro, era acessível e popularesco no falar e no agir, ele era do povo de origem ibérica, porque o pobre português, o pobre alemão, e o pobre italiano e o pobre negro tem costumes que diferem e mudam a forma como lidam com as coisas, dadas as condições diferentes que a sociedade os impõe.

A prefeita Paula é acessível?

Os outros prefeitos antes da gestão do Eduardo Leite eram acessíveis a todos?

Os outros prefeitos iam inaugurar coisas nos bairros mais deficitários?

DO QUE O LARANJAL PRECISA?

A primeira coisa que o Laranjal precisa é de uma autarquia forte e administrativa

A segunda coisa que o laranjal precisa é o calçamento de suas ruas e a criação de calçadas.

A terceira coisa é um sistema de drenagem de água da chuva durante os grandes períodos de alagamento das ruas

A quarta coisa é uma UPA

A quinta coisa é um CRAS

O bairro e a comunidade precisam ser inseridas no contrato social da cidade de forma ampla e clara, encerrando a ideia de resistência baseando-se numa cultura marginal e marginalizadora retrograda

Se as coisas que eu disse aqui fossem mentira nem o Veredas nem o Alphaville seriam bairros fechados, a questão do bairro fechado é a segurança.

LARANJAL E MISTICISMO

O matagal do Barro duro é muito importante para as festas de yemanjá durante o período da festa da Deusa do Mar o Barro Duro fica lotado com umbandistas e membros de religiões afro, possui um número considerado de terreiros de Axé, tanto de Umbanda quanto de Quimbanda, é local conhecido(a praia) por despachos e rituais de magia tanto branca quanto negra, o Bairro possui energias muito fortes, especialmente no barro duro, no resto de mata atlantica, nas dunas, e na beira da lagoa a noite.

 

~ por Rosemaat Abiff em 27/09/2019.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
Bruxo de Lua

"Ambularet per pænumbra."

Bnei Baruch Monterrey

Auténtica Sabiduría de la Kabbalah

symbolreader

Sharing My Love of Symbols

Sinagoga Ohel Jacob e Comunidade Hehaver

Site oficial sinagoga Ohel Jacob. Judaísmo Liberal em Lisboa. Única sinagoga askenazi em Portugal, 1934. Visitas guiadas, shabat e celebração de festividades.

Cabala sem Fronteiras

by Vinícius Oliveira

Selo 144

A VERDADE UNILATERAL

%d blogueiros gostam disto: