A PARTE PRINCIPAL DA MAÇONARIA

Não estamos aqui isolados e sós, não somos formados e/ou constituídos de material diferente do resto da raça humana. Pertencemos à família humana e dela fazemos parte: consequentemente, ternos obrigações uns para com os outros.

Os Maçons precisam aprender que os interesses de seus irmãos são os seus interesses ou nunca poderão constituir algo sério, sem a colaboração de seus irmãos.

Existe uma virtude, atributo ou princípio que, se tratado com atenção a praticado pelos Maçons, resulta em salvação para milhares e milhares de pessoas. Refiro-me à caridade, ou amor, da qual procede a fraternidade, a longanimidade, a bondade e a paciência. Devemos ter caridade. Devemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para trazer de volta a dignidade e moral à nossa família humana.

Se fizermos isso, nossa caridade expandir-se-á ao máximo, cumprindo assim seus desígnios para que a caridade se estenda no meio deste povo.

Ame o seu próximo como a si mesmo já dizia um certo Homem, muito sábio e iluminado. Faça aos outros o que gostaria que lhe fizessem. Não é assim o ditado?

Devemos começar nossas obras de amor e bondade em nossa própria família e, em seguida, estendê-las a outros e precisaremos ser constantes e sempre mantendo a verdade. Nunca fomente a maldade ou o ódio no coração, pois não são características adequadas para um Maçom.

Digo-lhes: Amem seus inimigos? Sim, com base em certos princípios; todavia, não lhes é exigido que amem seus erros. É-lhes somente exigido que os amem até onde houver o desejo e o esforço de resgatá-los do caminho errado, para que sejam recuperados per meio da persistência e paciência.

É realmente necessário que tenhamos caridade para cobrir uma multidão de esperança e felicidades, dessa maneira poderemos contribuir por uma sociedade melhor e mais bem estruturada. Quem sabe um dia toda a família humana não acabe sendo iniciada nos segredos, que hoje pertencem aos Maçons. Quem sabe a pratica da caridade não se tome um hábito.

Sei da capacidade de cada um de nossa lista, sei dos interesses pela Ordem que os profanos têm demonstrado em seus e-mails e discussões. Ainda há muito o que se aprender e principalmente a se praticar.

Certa vez eu questionei um amigo sabre os interesses na Ordem e ele disse sem hesitar: “Quero poder ajudar o próximo”. Elogiei-o pelo nobre sentimento, mas disse que para colocar tal sentimento em prática ale não precisaria ser Maçom. Olhou-me com desagrado, mas concordou.

Muito se espera da Maçonaria ao nela entrar. A maioria ainda não sabe o que busca na Ordem, outros já conseguiram entender que a Maçonaria é algo maior do que estar em suas reuniões e/ou encontros. Vai além ele nossos fracos conhecimentos, mas ao senti-la em nosso corpo temos a certeza de estarmos fazendo a coisa certa é algo que nem sempre precisamos ser iniciados para entender e muitas vezes nem sentimos quando somos iniciados.

Vamos praticar a caridade, sejamos imparciais, sem julgar, sem humilhar e acima de tudo sem nos promover. Essa é parte principal da Maçonaria.

Francisco Pereira Miranda, M∴I∴

Publicado na Revista A Lâmpada Mística, Nº 04, Novembro/Dezembro de 2015, disponível em https://bancadosbodes.com.br/a-lampada-mistica-dezembro-2015/

~ por Banca dos Bodes em 14/06/2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
Bruxo de Lua

"Ambularet per pænumbra."

Bnei Baruch Monterrey

Auténtica Sabiduría de la Kabbalah

symbolreader

Sharing My Love of Symbols

Sinagoga Ohel Jacob e Comunidade Hehaver

Site oficial sinagoga Ohel Jacob. Judaísmo Liberal em Lisboa. Única sinagoga askenazi em Portugal, 1934. Visitas guiadas, shabat e celebração de festividades.

Banca dos Bodes

Revistas, Jornais, Boletins e Livros Maçônicos

Cabala sem Fronteiras

by Vinícius Oliveira

Selo 144

A VERDADE UNILATERAL

%d blogueiros gostam disto: